quinta-feira, 2 de maio de 2019

Epididimite: causas, sintomas, prevenção e tratamento

Alguns dados da associação internacional para o estudo da dor informam que 30% da população adulta dos países ocidentais sofrem com alguns tipos de dores e apesar de parecer só uma dor comum, pode ser mais sério do que parece, como é o caso da epididimite.

Entre as dores que constam nos dados dessa pesquisa da associação internacional para o estudo da dor, está a dor nos testículos que pode ser sintoma de uma torção do testículo ou pode ser epididimite.

Para saber se a dor no testículo se trata de um sintoma de epididimite é preciso procurar um médico especialista em saúde masculina.

Você sabe o que é Epididimite ou já tinha ouvido falar sobre ela?

No artigo de hoje vamos falar sobre as principais informações sobre epididimite, como causas da epididimite, sintomas e tratamentos.

O que é Epididimite?

Epididimite é uma inflamação no epidídimo, que pode ser bacteriana ou não bacteriana, geralmente é por causas bacterianas.

O que é Epidídimo? 

Epidídimo é um tubo em formato espiralado que fica na parte de trás do testículo.

O epidídimo é responsável por armazenar e transportar o esperma (sêmen) do homem.

Quais os sintomas da epididimite?

epididimite sintomas

Os principais sintomas da epididimite são:

  • Dor quando urina;
  • A relação sexual pode ser dolorosa;
  • Dor ao ejacular;
  • Dor no testículo que ocorre geralmente em um dos lados;
  • Micção frequente (vontade súbita e frequente de urinar);
  • O saco escrotal fica inchado;
  • Vermelhidão no saco escrotal;
  • Pode notar também que o saco escrotal fica quente;
  • Dor ou desconforto na pélvis;
  • Secreção;
  • Pode se encontrar presença de nódulo no testículo;
  • Aumento dos gânglios linfáticos da virilha;
  • Sangue no esperma (sêmen);
  • Febre em alguns casos;
  • Náuseas;
  • Calafrios;
  • Ardência ao urinar.

Como é feito o diagnóstico da epididimite?

O diagnóstico será feito por um médico especialista em saúde masculina, o médico urologista, mas a epididimite pode ser diagnosticada também por um clínico geral.

Inicialmente é feito um exame físico detalhado a fim de encontrar sinais de epididimite, são eles:

  • Dor no epidídimo;
  • O local afetado pode estar endurecido;
  • Pode ser identificado inchaço no testículo;
  • É verificado também se há aumento dos gânglios linfáticos da virilha.

Outros exames de laboratório e imagem podem ser solicitados para identificar a epididimite e suas causas.

Os exames são:

Quais as causas da epididimite?

epididimite causas

A epididimite pode ter como causa alguns fatores, na maioria dos casos a epididimite é causada por bactérias, geralmente causadas por doenças sexualmente transmissíveis.

Algumas das causas da epididimite são:

  • Gonorreia (comum em homens sexualmente ativos);
  • Clamídia (comum em homens sexualmente ativos);
  • Infecções bacterianas como infecção do trato urinário e infecção da próstata (nesse caso é mais comum em homens que não são ativos sexualmente);
  • Algumas medicações usadas para o coração;
  • Urina no epidídimo (conhecida como epididimite química);
  • Traumas na região do epidídimo;
  • Em casos raros a tuberculose também pode ser causa de epididimite.

Como prevenir a epididimite?

  • Fazer uso de preservativos;
  • Tratar possíveis infecções;
  • Procurar um médico especialista em saúde masculina ou o pronto-socorro imediatamente ao sentir dor quando urinar, observar secreção no pênis ou dor nos testículos;
  • Outros cuidados podem ser sugeridos por seu médico.

Como é feito o tratamento da epididimite?

Na maioria dos casos o tratamento para epididimite acaba depois de três meses, alguns tratamentos podem ser recomendados, são eles:

  • Uso de antibióticos;
  • Repouso;
  • Uso de suportes atléticos para a região do epidídimo a fim de aliviar a dor;
  • Compressas de gelo;
  • Em alguns casos outros medicamentos além dos antibióticos são prescritos pelo médico;
  • Cirurgia para drenar abcesso (somente em caso de formar abcessos no epidídimo);
  • Em alguns casos, é preciso remover o epidídimo ou parte dele.

A epididimite causa, sequelas?

A epididimite pode deixar algumas sequelas, principalmente se não tratada, algumas das sequelas causadas pela epididimite são:

  • A epididimite pode se tornar crônica, ou seja, os incômodos e dores causadas pela epididimite são frequentes (nesse caso ocorre geralmente quando a epididimite não é tratada);
  • Infecção com pus;
  • A infecção pode se espalhar do epidídimo para o testículo;
  • Em alguns casos raros podem causar infertilidade ou redução da fertilidade.

Doenças causadas nos testículos com sintomas parecidos com a epididimite

Algumas doenças causadas nos testículos podem ter sintomas parecidos com os sintomas da epididimite.

São elas:

  • Orquite

A Orquite é inflamação que acontece nos testículos, de forma comum ela costuma ocorrer com os mesmos sintomas da epididimite.

  • Hidrocele

Alguns sintomas que ocorrem na epididimite podem ocorrer também na Hidrocele, por exemplo o inchaço nos testículos.

  • Varicocele

A varicocele assim como a epididimite pode causar dor nos testículos.

22 perguntas e respostas frequentes sobre epididimite e testículos

perguntas sobre epididimo e epididimite

Essas são as vinte e duas perguntas feitas pelos homens na internet ou a, especialistas sobre a epididimite e testículos.

Pergunta frequente 1 — O que é a epididimite?

Resposta — É uma inflamação no epidídimo geralmente, causada por bactérias.

Pergunta frequente 2 — Como o homem se sente quando tem epididimite?

Resposta — Sente dores ao urinar, ter relações sexuais e ao ejacular, inchaço nos testículos e outros sintomas comuns em problemas que envolvem os testículos.

Pergunta frequente 3 — Qual é o tratamento que deve ser usado para epididimite?

Resposta — O tratamento é feito com antibióticos, repouso, compressas geladas e alguns cuidados que podem ser recomendados pelo médico especialista em saúde masculina.

Pergunta frequente 4 — Como é diagnosticado a epididimite?

Resposta — Através de exame físico de toque e exames complementares de laboratório e ultrassonografia.

Pergunta frequente 5 — A dor da epididimite pode ser sentida nos dois testículos?

Resposta — Na maioria dos casos a dor é sentida somente em um dos lados.

Pergunta frequente 6 — Como evitar ter a epididimite?

Resposta — Se prevenir antes das relações sexuais e tratar possíveis infecções.

Pergunta frequente 7 — Existe risco se eu não tratar a epididimite?

Resposta — Sim, pois a epididimite pode se tornar crônica fazendo com que o homem sinta dores e desconfortos frequentes, em alguns casos podem causar infertilidade masculina ou diminuir a fertilidade do homem.

Leia também: Anticoncepcional Masculino Funciona Mesmo? Veja os estudos mais recentes sobre o assunto aqui!

Pergunta frequente 8 — A orquite tem os mesmos sintomas que a epididimite?

Resposta — Alguns sintomas são iguais, mas em caso de febre alta na epididimite os sintomas são acompanhados de febre alta, enquanto na orquite pode ocorrer ou não.

Pergunta frequente 9 — O que é orquiepididimite?

Resposta — É quando a inflamação envolve tanto o epidídimo quanto os testículos.

Pergunta frequente 10 — Como fazer o autoexame dos testículos?

Resposta — Fazer o autoexame dos testículos é bem simples e rápido, pode ser feito inclusive durante o banho.

É só apalpar os testículos e observar se é encontrado alguma anomalia, deve-se apalpar com cuidado, não é preciso usar força ao apalpar os testículos.

Pergunta frequente 11 — O que é atrofia dos testículos?

Resposta — atrofia dos testículos é quando os testículos diminuem de tamanho, em alguns casos os testículos deixam de funcionar.

Pergunta frequente 12 — O que pode causar inflamação nos testículos?

Resposta — a inflamação dos testículos pode ser causada por vírus, bactérias e traumas nos testículos.

Pergunta frequente 13 — Qual é o tamanho normal dos testículos do homem?

Resposta — o tamanho normal de um testículo varia de 3,5 centímetros a 5 centímetros de comprimento.

Pergunta frequente 14 — Qual remédio é bom para dor nos testículos?

Resposta — para alívio da dor nos testículos geralmente é usado analgésicos e anti-inflamatórios, mas eles devem sem prescritos pelo médico especialista.

Pergunta frequente 15 — É normal um testículo ser maior que o outro?

Resposta — é totalmente normal um testículo ser maior que o outro, isso se dá porque a cordões que sustentam os testículos são é um mais baixo que o outro.

Pergunta frequente 16 — Como saber ser os testículos estão torcidos?

Resposta — quando os testículos estão torcidos é possível sentir dor que pode ser repentina ou ao urinar, febre, inchaço.

Para diagnosticar com precisão a torção dos testículos é recomendado procurar um médico especialista em saúde masculina.

Pergunta frequente 17 — Qual é o nome do médico que cuida de epididimite e dos testículos?

Resposta — o médico especialista em saúde masculina que cuida de epididimite e dos testículos é chamado de médico urologista.

Pergunta frequente 18 — Para que serve a consulta de urologia?

Resposta — a consulta de urologia serve para cuidar e diagnosticar problemas nos órgãos reprodutores e problemas no trato urinário.

Pergunta frequente 19 — Porque tive epididimite e minha parceira precisou fazer tratamento?

Resposta — isso ocorre em casos de epididimite causada por doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Pergunta frequente 20 — Epididimite tem cura?

Resposta — Sim, na maioria dos casos o tratamento para a epididimite tem sucesso e o paciente é curado da doença em média em três meses, em alguns casos o tratamento pode demorar mais de três meses ou até menos de 3 meses, tudo vai depender do que causou a epididimite, ainda em outros casos a epididimite pode deixar algumas sequelas.

Quando não tratada a epididimite pode se tornar crônica, nesse caso não tem cura, as dores e os desconfortos serão frequentes, mas o seu médico especialista em saúde masculina pode receitar medicamentos para aliviar esses sintomas.

Pergunta frequente 21 — Qual o melhor remédio para epididimite?

Resposta — Na maioria dos casos a epididimite é causada por bactérias e doenças sexualmente transmissíveis (DST) por isso o uso de antibióticos se faz necessário, seu médico especialista em saúde masculina deve receitar o tratamento adequado com o antibiótico próprio para a causa da sua epididimite, em alguns casos se fazendo necessário até a troca de antibióticos durante o tratamento.

Pergunta frequente 22 — Qual o melhor antibiótico para epididimite?

Resposta — Antibióticos como doxiciclina, ciprofloxacino e ceftriaxona podem ser receitados para o tratamento de epididimite, mas o paciente não deve se auto medicar pois corre o risco de piorar seu quadro médico.

Procure um médico especialista em saúde masculina que será capaz de avaliar seu quadro e receitar o melhor antibiótico para seu caso.

Resumo final sobre epididimite

A epididimite é uma inflamação no epidídimo que pode ser causada ou não por bactérias.

Ao sentir qualquer um dos sintomas de epididimite é recomendado que seja procurado um médico especialista em saúde masculina, o médico urologista.

O diagnóstico da epididimite também pode ser feita por um médico clínico geral.

A epididimite tem tratamento que leva geralmente três meses, mas se não tratada pode se tornar uma epididimite crônica.

A epididimite pode deixar algumas sequelas, principalmente se não tratada logo.

Usar preservativos antes das relações sexuais é uma boa forma de prevenir a epididimite.

Existem algumas doenças que tem os sintomas parecidos aos da epididimite, por isso o diagnóstico de um médico urologista é sempre indispensável.

Conclusão

Esse artigo e as dúvidas frequentes dos homens foram feitas com o intuito de falar de uma forma explicada e simples sobre a epididimite.

Esperamos realmente poder ter lhe ajudado e que agora você saiba as reais causas, diagnóstico, tratamento e prevenção da epididimite.

Se você gostou deste conteúdo e acredito que lhe ajudou, compartilhe, você também vai ajudar outras pessoas.

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo do site, Fatos Masculinos.

O post Epididimite: causas, sintomas, prevenção e tratamento apareceu primeiro em Fatos Masculinos.

Epididimite: causas, sintomas, prevenção e tratamento

Alguns dados da associação internacional para o estudo da dor informam que 30% da população adulta dos países ocidentais sofrem com alguns tipos de dores e apesar de parecer só uma dor comum, pode ser mais sério do que parece, como é o caso da epididimite.

Entre as dores que constam nos dados dessa pesquisa da associação internacional para o estudo da dor, está a dor nos testículos que pode ser sintoma de uma torção do testículo ou pode ser epididimite.

Para saber se a dor no testículo se trata de um sintoma de epididimite é preciso procurar um médico especialista em saúde masculina.

Você sabe o que é Epididimite ou já tinha ouvido falar sobre ela?

No artigo de hoje vamos falar sobre as principais informações sobre epididimite, como causas da epididimite, sintomas e tratamentos.

O que é Epididimite?

Epididimite é uma inflamação no epidídimo, que pode ser bacteriana ou não bacteriana, geralmente é por causas bacterianas.

O que é Epidídimo? 

Epidídimo é um tubo em formato espiralado que fica na parte de trás do testículo.

O epidídimo é responsável por armazenar e transportar o esperma (sêmen) do homem.

Quais os sintomas da epididimite?

epididimite sintomas

Os principais sintomas da epididimite são:

  • Dor quando urina;
  • A relação sexual pode ser dolorosa;
  • Dor ao ejacular;
  • Dor no testículo que ocorre geralmente em um dos lados;
  • Micção frequente (vontade súbita e frequente de urinar);
  • O saco escrotal fica inchado;
  • Vermelhidão no saco escrotal;
  • Pode notar também que o saco escrotal fica quente;
  • Dor ou desconforto na pélvis;
  • Secreção;
  • Pode se encontrar presença de nódulo no testículo;
  • Aumento dos gânglios linfáticos da virilha;
  • Sangue no esperma (sêmen);
  • Febre em alguns casos;
  • Náuseas;
  • Calafrios;
  • Ardência ao urinar.

Como é feito o diagnóstico da epididimite?

O diagnóstico será feito por um médico especialista em saúde masculina, o médico urologista, mas a epididimite pode ser diagnosticada também por um clínico geral.

Inicialmente é feito um exame físico detalhado a fim de encontrar sinais de epididimite, são eles:

  • Dor no epidídimo;
  • O local afetado pode estar endurecido;
  • Pode ser identificado inchaço no testículo;
  • É verificado também se há aumento dos gânglios linfáticos da virilha.

Outros exames de laboratório e imagem podem ser solicitados para identificar a epididimite e suas causas.

Os exames são:

Quais as causas da epididimite?

epididimite causas

A epididimite pode ter como causa alguns fatores, na maioria dos casos a epididimite é causada por bactérias, geralmente causadas por doenças sexualmente transmissíveis.

Algumas das causas da epididimite são:

  • Gonorreia (comum em homens sexualmente ativos);
  • Clamídia (comum em homens sexualmente ativos);
  • Infecções bacterianas como infecção do trato urinário e infecção da próstata (nesse caso é mais comum em homens que não são ativos sexualmente);
  • Algumas medicações usadas para o coração;
  • Urina no epidídimo (conhecida como epididimite química);
  • Traumas na região do epidídimo;
  • Em casos raros a tuberculose também pode ser causa de epididimite.

Como prevenir a epididimite?

  • Fazer uso de preservativos;
  • Tratar possíveis infecções;
  • Procurar um médico especialista em saúde masculina ou o pronto-socorro imediatamente ao sentir dor quando urinar, observar secreção no pênis ou dor nos testículos;
  • Outros cuidados podem ser sugeridos por seu médico.

Como é feito o tratamento da epididimite?

Na maioria dos casos o tratamento para epididimite acaba depois de três meses, alguns tratamentos podem ser recomendados, são eles:

  • Uso de antibióticos;
  • Repouso;
  • Uso de suportes atléticos para a região do epidídimo a fim de aliviar a dor;
  • Compressas de gelo;
  • Em alguns casos outros medicamentos além dos antibióticos são prescritos pelo médico;
  • Cirurgia para drenar abcesso (somente em caso de formar abcessos no epidídimo);
  • Em alguns casos, é preciso remover o epidídimo ou parte dele.

A epididimite causa, sequelas?

A epididimite pode deixar algumas sequelas, principalmente se não tratada, algumas das sequelas causadas pela epididimite são:

  • A epididimite pode se tornar crônica, ou seja, os incômodos e dores causadas pela epididimite são frequentes (nesse caso ocorre geralmente quando a epididimite não é tratada);
  • Infecção com pus;
  • A infecção pode se espalhar do epidídimo para o testículo;
  • Em alguns casos raros podem causar infertilidade ou redução da fertilidade.

Doenças causadas nos testículos com sintomas parecidos com a epididimite

Algumas doenças causadas nos testículos podem ter sintomas parecidos com os sintomas da epididimite.

São elas:

  • Orquite

A Orquite é inflamação que acontece nos testículos, de forma comum ela costuma ocorrer com os mesmos sintomas da epididimite.

  • Hidrocele

Alguns sintomas que ocorrem na epididimite podem ocorrer também na Hidrocele, por exemplo o inchaço nos testículos.

  • Varicocele

A varicocele assim como a epididimite pode causar dor nos testículos.

22 perguntas e respostas frequentes sobre epididimite e testículos

perguntas sobre epididimo e epididimite

Essas são as vinte e duas perguntas feitas pelos homens na internet ou a, especialistas sobre a epididimite e testículos.

Pergunta frequente 1 — O que é a epididimite?

Resposta — É uma inflamação no epidídimo geralmente, causada por bactérias.

Pergunta frequente 2 — Como o homem se sente quando tem epididimite?

Resposta — Sente dores ao urinar, ter relações sexuais e ao ejacular, inchaço nos testículos e outros sintomas comuns em problemas que envolvem os testículos.

Pergunta frequente 3 — Qual é o tratamento que deve ser usado para epididimite?

Resposta — O tratamento é feito com antibióticos, repouso, compressas geladas e alguns cuidados que podem ser recomendados pelo médico especialista em saúde masculina.

Pergunta frequente 4 — Como é diagnosticado a epididimite?

Resposta — Através de exame físico de toque e exames complementares de laboratório e ultrassonografia.

Pergunta frequente 5 — A dor da epididimite pode ser sentida nos dois testículos?

Resposta — Na maioria dos casos a dor é sentida somente em um dos lados.

Pergunta frequente 6 — Como evitar ter a epididimite?

Resposta — Se prevenir antes das relações sexuais e tratar possíveis infecções.

Pergunta frequente 7 — Existe risco se eu não tratar a epididimite?

Resposta — Sim, pois a epididimite pode se tornar crônica fazendo com que o homem sinta dores e desconfortos frequentes, em alguns casos podem causar infertilidade masculina ou diminuir a fertilidade do homem.

Leia também: Anticoncepcional Masculino Funciona Mesmo? Veja os estudos mais recentes sobre o assunto aqui!

Pergunta frequente 8 — A orquite tem os mesmos sintomas que a epididimite?

Resposta — Alguns sintomas são iguais, mas em caso de febre alta na epididimite os sintomas são acompanhados de febre alta, enquanto na orquite pode ocorrer ou não.

Pergunta frequente 9 — O que é orquiepididimite?

Resposta — É quando a inflamação envolve tanto o epidídimo quanto os testículos.

Pergunta frequente 10 — Como fazer o autoexame dos testículos?

Resposta — Fazer o autoexame dos testículos é bem simples e rápido, pode ser feito inclusive durante o banho.

É só apalpar os testículos e observar se é encontrado alguma anomalia, deve-se apalpar com cuidado, não é preciso usar força ao apalpar os testículos.

Pergunta frequente 11 — O que é atrofia dos testículos?

Resposta — atrofia dos testículos é quando os testículos diminuem de tamanho, em alguns casos os testículos deixam de funcionar.

Pergunta frequente 12 — O que pode causar inflamação nos testículos?

Resposta — a inflamação dos testículos pode ser causada por vírus, bactérias e traumas nos testículos.

Pergunta frequente 13 — Qual é o tamanho normal dos testículos do homem?

Resposta — o tamanho normal de um testículo varia de 3,5 centímetros a 5 centímetros de comprimento.

Pergunta frequente 14 — Qual remédio é bom para dor nos testículos?

Resposta — para alívio da dor nos testículos geralmente é usado analgésicos e anti-inflamatórios, mas eles devem sem prescritos pelo médico especialista.

Pergunta frequente 15 — É normal um testículo ser maior que o outro?

Resposta — é totalmente normal um testículo ser maior que o outro, isso se dá porque a cordões que sustentam os testículos são é um mais baixo que o outro.

Pergunta frequente 16 — Como saber ser os testículos estão torcidos?

Resposta — quando os testículos estão torcidos é possível sentir dor que pode ser repentina ou ao urinar, febre, inchaço.

Para diagnosticar com precisão a torção dos testículos é recomendado procurar um médico especialista em saúde masculina.

Pergunta frequente 17 — Qual é o nome do médico que cuida de epididimite e dos testículos?

Resposta — o médico especialista em saúde masculina que cuida de epididimite e dos testículos é chamado de médico urologista.

Pergunta frequente 18 — Para que serve a consulta de urologia?

Resposta — a consulta de urologia serve para cuidar e diagnosticar problemas nos órgãos reprodutores e problemas no trato urinário.

Pergunta frequente 19 — Porque tive epididimite e minha parceira precisou fazer tratamento?

Resposta — isso ocorre em casos de epididimite causada por doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Pergunta frequente 20 — Epididimite tem cura?

Resposta — Sim, na maioria dos casos o tratamento para a epididimite tem sucesso e o paciente é curado da doença em média em três meses, em alguns casos o tratamento pode demorar mais de três meses ou até menos de 3 meses, tudo vai depender do que causou a epididimite, ainda em outros casos a epididimite pode deixar algumas sequelas.

Quando não tratada a epididimite pode se tornar crônica, nesse caso não tem cura, as dores e os desconfortos serão frequentes, mas o seu médico especialista em saúde masculina pode receitar medicamentos para aliviar esses sintomas.

Pergunta frequente 21 — Qual o melhor remédio para epididimite?

Resposta — Na maioria dos casos a epididimite é causada por bactérias e doenças sexualmente transmissíveis (DST) por isso o uso de antibióticos se faz necessário, seu médico especialista em saúde masculina deve receitar o tratamento adequado com o antibiótico próprio para a causa da sua epididimite, em alguns casos se fazendo necessário até a troca de antibióticos durante o tratamento.

Pergunta frequente 22 — Qual o melhor antibiótico para epididimite?

Resposta — Antibióticos como doxiciclina, ciprofloxacino e ceftriaxona podem ser receitados para o tratamento de epididimite, mas o paciente não deve se auto medicar pois corre o risco de piorar seu quadro médico.

Procure um médico especialista em saúde masculina que será capaz de avaliar seu quadro e receitar o melhor antibiótico para seu caso.

Resumo final sobre epididimite

A epididimite é uma inflamação no epidídimo que pode ser causada ou não por bactérias.

Ao sentir qualquer um dos sintomas de epididimite é recomendado que seja procurado um médico especialista em saúde masculina, o médico urologista.

O diagnóstico da epididimite também pode ser feita por um médico clínico geral.

A epididimite tem tratamento que leva geralmente três meses, mas se não tratada pode se tornar uma epididimite crônica.

A epididimite pode deixar algumas sequelas, principalmente se não tratada logo.

Usar preservativos antes das relações sexuais é uma boa forma de prevenir a epididimite.

Existem algumas doenças que tem os sintomas parecidos aos da epididimite, por isso o diagnóstico de um médico urologista é sempre indispensável.

Conclusão

Esse artigo e as dúvidas frequentes dos homens foram feitas com o intuito de falar de uma forma explicada e simples sobre a epididimite.

Esperamos realmente poder ter lhe ajudado e que agora você saiba as reais causas, diagnóstico, tratamento e prevenção da epididimite.

Se você gostou deste conteúdo e acredito que lhe ajudou, compartilhe, você também vai ajudar outras pessoas.

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo do site, Fatos Masculinos.

O post Epididimite: causas, sintomas, prevenção e tratamento apareceu primeiro em Fatos Masculinos.

terça-feira, 30 de abril de 2019

Orquite: saiba como acontece esta inflamação do testículo

Segundo o artigo da folha de junho de 2016 o vírus da caxumba que pode atingir os testículos, provocando a orquite ou orqueite como também é conhecida pode ocorrer em adolescentes e jovens adultos do sexo masculino que não foram vacinados.

Outro dado que chega até a ser alarmante é que 60% dos casos de orquite causam atrofia dos testículos, já a infertilidade é causada em eventualidades, ou seja, em poucos casos, é causada infertilidade por causa da orquite.

Ainda segundo o artigo da folha de junho de 2016 especialistas estimam que 40% dos homens depois da puberdade podem sofrer de orquite.

Diante desses dados você pode estar se perguntando o que é orquite? Ou orqueite como também é conhecida.

Nesse artigo vou falar sobre as dúvidas mais comuns que os homens têm a respeito dessa inflamação nos testículos.

O que é orquite?

Resumindo a orquite é uma inflamação nos testículos e é conhecida também como orqueite, mas pode ser causado por diversos fatores que iremos abordar mais a frente.

Quais os sintomas da orquite?

sintomas da orquite

Os sintomas podem surgir nos dois testículos ou somente em um dos lados, o esquerdo ou o direito.

Os principais sintomas da orquite são:

  • Sangue na urina (conhecido como hematúria);
  • Ejaculação de sangue;
  • Dor forte ao tocar nos testículos;
  • Pode-se notar suor nos testículos;
  • Inchaço e vermelhidão nos testículos;
  • Febre;
  • Desconforto nos testículos;
  • Sensação de peso na área dos testículos.

Alguns dos sintomas da orquite podem ser similares ao da torção testicular, por esse motivo é importante o diagnóstico correto da orquite.

Leia também: Pênis dormente? Saiba o que pode ser e como tratar esta condição.

Como é feito o diagnóstico da orquite?

Para diagnosticar a orquite é feito exame médico por um especialista em saúde masculina, no caso o médico urologista.

Inicialmente é feito exame na própria clínica do médico urologista, são eles:

  • Observação do aumento de tamanho dos testículos;
  • É verificado se é causado dor ao tocar nos testículos ou ao manuseá-los;
  • Observa-se também se há vermelhidão nos testículos.

Outros exames complementares não são dispensados para o diagnóstico, já que a orquite pode ser causada por diversos fatores, outros exames ajudam a diagnosticar a causa da orquite e podem ser pedidos pelo médico urologista.

São eles:

  • Exame de urina
  • Cultura da urina
  • Teste para clamídia
  • Teste para gonorreia
  • Exame de sangue, especificamente o leucograma
  • Ultrassonografia dos testículos

Leia também: Câncer de testículo: tudo que você precisa saber sobre!

Quais as causas da orquite?

testiculo com orqueite

A orquite pode ser causada por vírus e bactérias, mas também por outras causas.

Orquite causada por vírus

Apesar de o vírus da caxumba ser a causa mais comum de orquite causada por vírus, outros vírus também podem causar orquite por vírus.

São eles:

  • Vírus que causam doenças sexualmente transmissíveis;
  • Vírus da influenza;
  • Vírus Echo (conhecido também como echovirus);
  • Vírus da mononucleose (conhecida como doença do beijo);
  • Vírus de Coxsackie (conhecido também como Coxsackievirus).

Orquite causada por bactérias

Algumas das bactérias que podem causar a orquite são:

  • Micobacterium sp;
  • Treponema pallidum;
  • Haemophilus sp.

Outras causas de orquite

Apesar de não ser tão comum, a orquite pode ter outras causas. Dentre as outras causas de orquite estão:

  • Alguns tipos de parasitas;
  • Algum trauma no testículo ou torção no testículo.

Como prevenir a orquite?

Existem algumas formas de prevenir ou evitar a orquite causada por vírus e prevenir a orquite causada por bactérias. Veja a seguir.

Como prevenir a orquite causada por vírus?

Para prevenir a orquite causada por vírus é preciso tomar alguns cuidados como:

  • Ter uma boa higiene;
  • Manter as vacinas em dia;
  • Usar preservativo;
  • Fazer os exames de rotina.

Como prevenir a orquite causada por bactérias?

Alguns cuidados para prevenir ou evitar a orquite causada por bactérias são:

  • Manter as mãos limpas;
  • Lavar as mãos antes de urinar;
  • Tomar cuidado com infecções, por exemplo a infecção urinária.

Como é feito o tratamento da orquite?

O tratamento da orquite vai depender de alguns fatores como a causa, os sintomas e em que fase a orquite foi descoberta.

Algumas medidas são tomadas para o tratamento da orquite, são elas:

  • Uso de antibióticos adequados para a causa da orquite;
  • Pode ser utilizado também anti-inflamatórios;
  • Uso de compressas geladas;
  • Elevação dos testículos;
  • Repouso.

Muitas vezes por se tratar de uma orquite mais grave é necessário fazer uso de cirurgia.

Quanto tempo demora o tratamento da orquite?

Tudo depende da rapidez que o tratamento for realizado, se diagnosticado logo, será feito o tratamento correto em uma semana já temos uma melhora no quadro de orquite.

Em outros casos em que os testículos estão inchados pode levar até trinta dias para diminuir o inchaço.

A orquite causa sequela?

Na maioria das vezes a orquite não deixa sequelas, mas em alguns casos podem deixar algumas sequelas.

São elas:

  • Infertilidade;
  • Atrofia dos testículos;
  • Abcessos nos testículos;
  • Formação de pus;
  • Em casos mais graves, retirada dos testículos;
  • Também em casos mais graves a infecção pode se generalizar.

Algumas informações sobre sequelas da orquite

Por se tratar de uma dor muito forte geralmente o diagnóstico e tratamento é feito tão rápido que não deixa sequelas.

Segundo pesquisas apenas 4% dos homens acabam tendo como sequela a infertilidade masculina.

A infertilidade por causa da orquite é causada geralmente naqueles homens que tem orquite por vírus da caxumba.

Doenças causadas nos testículos com sintomas parecidos com a orquite

formacao dos testiculos e penis

Algumas doenças causadas nos testículos podem ter sintomas parecidos com os sintomas da orquite. São elas:

  • Epididimite

É comum que essa inflamação ocorra com os mesmos sintomas da orquite.

 

  • Hidrocele

Alguns sintomas que ocorrem na orquite podem ocorrer também na Hidrocele, são elas a sensação de peso nos testículos, o desconforto nos testículos e inchaço nos testículos.

  • Varicocele

A varicocele assim como a orquite pode causar dor nos testículos.

Leia também: 10 fatos impressionantes que provavelmente você não saiba sobre o pênis!

Como evitar a orquite e outras doenças causadas nos testículos?

Alguns cuidados como citados anteriormente são essenciais, além de manter a boa higiene, exames e vacinas em dias como mencionado antes, é recomendado que o homem evite usar roupas muito apertadas, abafadas e quentes.

É indicado que seja feito também o autoexame dos testículos a fim de que, seja observado se é encontrado alguma anomalia nos testículos.

19 perguntas e respostas frequentes sobre orquite e testículos

Essas são as dezenove perguntas feitas pelos homens na internet ou à especialista sobre a orquite, ou orqueite e testículos.

Pergunta frequente 1 — O que é a orquite?

Resposta — inflamação dos testículos.

Pergunta frequente 2 — Como o homem se sente quando tem orquite?

Resposta — pode sentir dor, febre e inchaço nos testículos.

Pergunta frequente 3 — Qual é o tratamento que deve ser usado para orquite?

Resposta — o tratamento é feito com antibióticos, anti-inflamatórios e repouso.

Pergunta frequente 4 — Como é diagnosticado a orquite?

Resposta — através de exame na clínica do médico urologista e exames complementares de laboratório e ultrassonografia.

Pergunta frequente 5 — A dor da orquite pode ser sentida nos dois testículos?

Resposta — Sim, pode ser sentida nos dois testículos ou somente no lado esquerdo, ou no direito.

Pergunta frequente 6 — Como evitar ter a orquite?

Resposta — Se prevenir antes das relações sexuais, manter a higiene e os exames em dias.

Pergunta frequente 7 — Existe risco se eu não tratar a orquite?

Resposta — Sim, pois pode ocorrer a atrofia dos testículos, em alguns casos, pode causar infertilidade e pode até causar a necessidade de fazer cirurgia para a retirada dos testículos.

Pergunta frequente 8 — A Epididimite tem os mesmos sintomas que a orquite?

Resposta — Alguns sintomas são iguais, mas em casa de febre alta na orquite pode ocorrer ou não, enquanto na Epididimite os sintomas são acompanhados de febre alta.

Pergunta frequente 9 — O que é orqueite?

Resposta — Orqueite é como também é conhecida a orquite.

Pergunta frequente 10 — Como fazer o autoexame dos testículos?

Resposta — Fazer o autoexame dos testículos é bem simples e rápido, pode ser feito inclusive durante o banho. É só apalpar os testículos e observar se é encontrado alguma anomalia, deve-se apalpar com cuidado, não é preciso usar força ao apalpar os testículos.

Pergunta frequente 11 — O que é atrofia dos testículos?

Resposta — atrofia dos testículos é quando os testículos diminuem de tamanho, em alguns casos os testículos deixam de funcionar.

Pergunta frequente 12 — O que pode causar inflamação nos testículos?

Resposta — a inflamação dos testículos pode ser causada por vírus, bactérias e traumas nos testículos.

Pergunta frequente 13 — Qual é o tamanho normal dos testículos do homem?

Resposta — o tamanho normal de um testículo varia de 3,5 centímetros a 5 centímetros de comprimento.

Pergunta frequente 14 — Qual remédio é bom para dor nos testículos?

Resposta — para alívio da dor nos testículos geralmente é usado analgésicos e anti-inflamatórios, mas eles devem sem prescritos pelo médico especialista.

Pergunta frequente 15 — É normal um testículo ser maior que o outro?

Resposta — é totalmente normal um testículo ser maior que o outro, isso se dá porque a cordões que sustentam os testículos são é um mais baixo que o outro.

Pergunta frequente 16 — Como saber ser os testículos estão torcidos?

Resposta — quando os testículos estão torcidos é possível sentir dor que pode ser repentina ou ao urinar, febre, inchaço. Para diagnosticar com precisão a torção dos testículos é recomendado procurar um médico especialista em saúde masculina.

Pergunta frequente 17 — Qual é o nome do médico que cuida de orquite e dos testículos?

Resposta — o médico especialista em saúde masculina que cuida de orquite e dos testículos é chamado de médico urologista.

Pergunta frequente 18 — Para que serve a consulta de urologia?

Resposta — a consulta de urologia serve para cuidar e diagnosticar problemas nos órgãos reprodutores e problemas no trato urinário.

Pergunta frequente 19 — Porque tive orquite e minha parceira precisou fazer tratamento?

Resposta — isso ocorre em casos de orquite causada por DST.

Leitura adicional: Reposição hormonal masculina!

Resumo final sobre orquite

A orquite é uma inflamação dos testículos, ao sentir uma dor nos testículos ou qualquer outro sintoma da orquite é recomendado que se procure um médico especialista em saúde masculina, o médico urologista.

A orquite pode ser causada por vírus, bactérias ou outras causas.

A orquite tem tratamento.

O diagnóstico é feito com um médico especialista em saúde masculina e ele irá prescrever o diagnóstico correto a depender da causa da orquite.

Conclusão

A orquite na maioria das vezes tem um tratamento rápido e não deixa sequelas, são poucos os casos de orquite que deixam como sequela a infertilidade.

É preciso manter alguns cuidados para evitar as bactérias e vírus que causam a orquite.

Existem algumas doenças que tem os sintomas parecidos aos da orquite, por isso o diagnóstico de um médico urologista é sempre indispensável.

Essas dezenove perguntas sobre orquite e testículos foram respondidas com o intuito de sanar as maiores dúvidas dos pacientes homens que já sentiram ou não dores e alguns sintomas citados nesse artigo nos testículos.

Acreditamos ser extremamente importante manter nossos leitores informados com todos os detalhes.

Bom, ficamos por aqui. Esperamos que você tenha aproveitado bem este conhecimento passado aqui hoje.

Se você gostou compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

Deixe um comentário, caso tenha dúvidas, sugestões ou críticas construtivas.

Contamos com seu apoio para que continuemos crescendo.

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo exclusivo do site, Fatos Masculinos.

O post Orquite: saiba como acontece esta inflamação do testículo apareceu primeiro em Fatos Masculinos.

Orquite: saiba como acontece esta inflamação do testículo

Segundo o artigo da folha de junho de 2016 o vírus da caxumba que pode atingir os testículos, provocando a orquite ou orqueite como também é conhecida pode ocorrer em adolescentes e jovens adultos do sexo masculino que não foram vacinados.

Outro dado que chega até a ser alarmante é que 60% dos casos de orquite causam atrofia dos testículos, já a infertilidade é causada em eventualidades, ou seja, em poucos casos, é causada infertilidade por causa da orquite.

Ainda segundo o artigo da folha de junho de 2016 especialistas estimam que 40% dos homens depois da puberdade podem sofrer de orquite.

Diante desses dados você pode estar se perguntando o que é orquite? Ou orqueite como também é conhecida.

Nesse artigo vou falar sobre as dúvidas mais comuns que os homens têm a respeito dessa inflamação nos testículos.

O que é orquite?

Resumindo a orquite é uma inflamação nos testículos e é conhecida também como orqueite, mas pode ser causado por diversos fatores que iremos abordar mais a frente.

Quais os sintomas da orquite?

sintomas da orquite

Os sintomas podem surgir nos dois testículos ou somente em um dos lados, o esquerdo ou o direito.

Os principais sintomas da orquite são:

  • Sangue na urina (conhecido como hematúria);
  • Ejaculação de sangue;
  • Dor forte ao tocar nos testículos;
  • Pode-se notar suor nos testículos;
  • Inchaço e vermelhidão nos testículos;
  • Febre;
  • Desconforto nos testículos;
  • Sensação de peso na área dos testículos.

Alguns dos sintomas da orquite podem ser similares ao da torção testicular, por esse motivo é importante o diagnóstico correto da orquite.

Leia também: Pênis dormente? Saiba o que pode ser e como tratar esta condição.

Como é feito o diagnóstico da orquite?

Para diagnosticar a orquite é feito exame médico por um especialista em saúde masculina, no caso o médico urologista.

Inicialmente é feito exame na própria clínica do médico urologista, são eles:

  • Observação do aumento de tamanho dos testículos;
  • É verificado se é causado dor ao tocar nos testículos ou ao manuseá-los;
  • Observa-se também se há vermelhidão nos testículos.

Outros exames complementares não são dispensados para o diagnóstico, já que a orquite pode ser causada por diversos fatores, outros exames ajudam a diagnosticar a causa da orquite e podem ser pedidos pelo médico urologista.

São eles:

  • Exame de urina
  • Cultura da urina
  • Teste para clamídia
  • Teste para gonorreia
  • Exame de sangue, especificamente o leucograma
  • Ultrassonografia dos testículos

Leia também: Câncer de testículo: tudo que você precisa saber sobre!

Quais as causas da orquite?

testiculo com orqueite

A orquite pode ser causada por vírus e bactérias, mas também por outras causas.

Orquite causada por vírus

Apesar de o vírus da caxumba ser a causa mais comum de orquite causada por vírus, outros vírus também podem causar orquite por vírus.

São eles:

  • Vírus que causam doenças sexualmente transmissíveis;
  • Vírus da influenza;
  • Vírus Echo (conhecido também como echovirus);
  • Vírus da mononucleose (conhecida como doença do beijo);
  • Vírus de Coxsackie (conhecido também como Coxsackievirus).

Orquite causada por bactérias

Algumas das bactérias que podem causar a orquite são:

  • Micobacterium sp;
  • Treponema pallidum;
  • Haemophilus sp.

Outras causas de orquite

Apesar de não ser tão comum, a orquite pode ter outras causas. Dentre as outras causas de orquite estão:

  • Alguns tipos de parasitas;
  • Algum trauma no testículo ou torção no testículo.

Como prevenir a orquite?

Existem algumas formas de prevenir ou evitar a orquite causada por vírus e prevenir a orquite causada por bactérias. Veja a seguir.

Como prevenir a orquite causada por vírus?

Para prevenir a orquite causada por vírus é preciso tomar alguns cuidados como:

  • Ter uma boa higiene;
  • Manter as vacinas em dia;
  • Usar preservativo;
  • Fazer os exames de rotina.

Como prevenir a orquite causada por bactérias?

Alguns cuidados para prevenir ou evitar a orquite causada por bactérias são:

  • Manter as mãos limpas;
  • Lavar as mãos antes de urinar;
  • Tomar cuidado com infecções, por exemplo a infecção urinária.

Como é feito o tratamento da orquite?

O tratamento da orquite vai depender de alguns fatores como a causa, os sintomas e em que fase a orquite foi descoberta.

Algumas medidas são tomadas para o tratamento da orquite, são elas:

  • Uso de antibióticos adequados para a causa da orquite;
  • Pode ser utilizado também anti-inflamatórios;
  • Uso de compressas geladas;
  • Elevação dos testículos;
  • Repouso.

Muitas vezes por se tratar de uma orquite mais grave é necessário fazer uso de cirurgia.

Quanto tempo demora o tratamento da orquite?

Tudo depende da rapidez que o tratamento for realizado, se diagnosticado logo, será feito o tratamento correto em uma semana já temos uma melhora no quadro de orquite.

Em outros casos em que os testículos estão inchados pode levar até trinta dias para diminuir o inchaço.

A orquite causa sequela?

Na maioria das vezes a orquite não deixa sequelas, mas em alguns casos podem deixar algumas sequelas.

São elas:

  • Infertilidade;
  • Atrofia dos testículos;
  • Abcessos nos testículos;
  • Formação de pus;
  • Em casos mais graves, retirada dos testículos;
  • Também em casos mais graves a infecção pode se generalizar.

Algumas informações sobre sequelas da orquite

Por se tratar de uma dor muito forte geralmente o diagnóstico e tratamento é feito tão rápido que não deixa sequelas.

Segundo pesquisas apenas 4% dos homens acabam tendo como sequela a infertilidade masculina.

A infertilidade por causa da orquite é causada geralmente naqueles homens que tem orquite por vírus da caxumba.

Doenças causadas nos testículos com sintomas parecidos com a orquite

formacao dos testiculos e penis

Algumas doenças causadas nos testículos podem ter sintomas parecidos com os sintomas da orquite. São elas:

  • Epididimite

É comum que essa inflamação ocorra com os mesmos sintomas da orquite.

 

  • Hidrocele

Alguns sintomas que ocorrem na orquite podem ocorrer também na Hidrocele, são elas a sensação de peso nos testículos, o desconforto nos testículos e inchaço nos testículos.

  • Varicocele

A varicocele assim como a orquite pode causar dor nos testículos.

Leia também: 10 fatos impressionantes que provavelmente você não saiba sobre o pênis!

Como evitar a orquite e outras doenças causadas nos testículos?

Alguns cuidados como citados anteriormente são essenciais, além de manter a boa higiene, exames e vacinas em dias como mencionado antes, é recomendado que o homem evite usar roupas muito apertadas, abafadas e quentes.

É indicado que seja feito também o autoexame dos testículos a fim de que, seja observado se é encontrado alguma anomalia nos testículos.

19 perguntas e respostas frequentes sobre orquite e testículos

Essas são as dezenove perguntas feitas pelos homens na internet ou à especialista sobre a orquite, ou orqueite e testículos.

Pergunta frequente 1 — O que é a orquite?

Resposta — inflamação dos testículos.

Pergunta frequente 2 — Como o homem se sente quando tem orquite?

Resposta — pode sentir dor, febre e inchaço nos testículos.

Pergunta frequente 3 — Qual é o tratamento que deve ser usado para orquite?

Resposta — o tratamento é feito com antibióticos, anti-inflamatórios e repouso.

Pergunta frequente 4 — Como é diagnosticado a orquite?

Resposta — através de exame na clínica do médico urologista e exames complementares de laboratório e ultrassonografia.

Pergunta frequente 5 — A dor da orquite pode ser sentida nos dois testículos?

Resposta — Sim, pode ser sentida nos dois testículos ou somente no lado esquerdo, ou no direito.

Pergunta frequente 6 — Como evitar ter a orquite?

Resposta — Se prevenir antes das relações sexuais, manter a higiene e os exames em dias.

Pergunta frequente 7 — Existe risco se eu não tratar a orquite?

Resposta — Sim, pois pode ocorrer a atrofia dos testículos, em alguns casos, pode causar infertilidade e pode até causar a necessidade de fazer cirurgia para a retirada dos testículos.

Pergunta frequente 8 — A Epididimite tem os mesmos sintomas que a orquite?

Resposta — Alguns sintomas são iguais, mas em casa de febre alta na orquite pode ocorrer ou não, enquanto na Epididimite os sintomas são acompanhados de febre alta.

Pergunta frequente 9 — O que é orqueite?

Resposta — Orqueite é como também é conhecida a orquite.

Pergunta frequente 10 — Como fazer o autoexame dos testículos?

Resposta — Fazer o autoexame dos testículos é bem simples e rápido, pode ser feito inclusive durante o banho. É só apalpar os testículos e observar se é encontrado alguma anomalia, deve-se apalpar com cuidado, não é preciso usar força ao apalpar os testículos.

Pergunta frequente 11 — O que é atrofia dos testículos?

Resposta — atrofia dos testículos é quando os testículos diminuem de tamanho, em alguns casos os testículos deixam de funcionar.

Pergunta frequente 12 — O que pode causar inflamação nos testículos?

Resposta — a inflamação dos testículos pode ser causada por vírus, bactérias e traumas nos testículos.

Pergunta frequente 13 — Qual é o tamanho normal dos testículos do homem?

Resposta — o tamanho normal de um testículo varia de 3,5 centímetros a 5 centímetros de comprimento.

Pergunta frequente 14 — Qual remédio é bom para dor nos testículos?

Resposta — para alívio da dor nos testículos geralmente é usado analgésicos e anti-inflamatórios, mas eles devem sem prescritos pelo médico especialista.

Pergunta frequente 15 — É normal um testículo ser maior que o outro?

Resposta — é totalmente normal um testículo ser maior que o outro, isso se dá porque a cordões que sustentam os testículos são é um mais baixo que o outro.

Pergunta frequente 16 — Como saber ser os testículos estão torcidos?

Resposta — quando os testículos estão torcidos é possível sentir dor que pode ser repentina ou ao urinar, febre, inchaço. Para diagnosticar com precisão a torção dos testículos é recomendado procurar um médico especialista em saúde masculina.

Pergunta frequente 17 — Qual é o nome do médico que cuida de orquite e dos testículos?

Resposta — o médico especialista em saúde masculina que cuida de orquite e dos testículos é chamado de médico urologista.

Pergunta frequente 18 — Para que serve a consulta de urologia?

Resposta — a consulta de urologia serve para cuidar e diagnosticar problemas nos órgãos reprodutores e problemas no trato urinário.

Pergunta frequente 19 — Porque tive orquite e minha parceira precisou fazer tratamento?

Resposta — isso ocorre em casos de orquite causada por DST.

Leitura adicional: Reposição hormonal masculina!

Resumo final sobre orquite

A orquite é uma inflamação dos testículos, ao sentir uma dor nos testículos ou qualquer outro sintoma da orquite é recomendado que se procure um médico especialista em saúde masculina, o médico urologista.

A orquite pode ser causada por vírus, bactérias ou outras causas.

A orquite tem tratamento.

O diagnóstico é feito com um médico especialista em saúde masculina e ele irá prescrever o diagnóstico correto a depender da causa da orquite.

Conclusão

A orquite na maioria das vezes tem um tratamento rápido e não deixa sequelas, são poucos os casos de orquite que deixam como sequela a infertilidade.

É preciso manter alguns cuidados para evitar as bactérias e vírus que causam a orquite.

Existem algumas doenças que tem os sintomas parecidos aos da orquite, por isso o diagnóstico de um médico urologista é sempre indispensável.

Essas dezenove perguntas sobre orquite e testículos foram respondidas com o intuito de sanar as maiores dúvidas dos pacientes homens que já sentiram ou não dores e alguns sintomas citados nesse artigo nos testículos.

Acreditamos ser extremamente importante manter nossos leitores informados com todos os detalhes.

Bom, ficamos por aqui. Esperamos que você tenha aproveitado bem este conhecimento passado aqui hoje.

Se você gostou compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

Deixe um comentário, caso tenha dúvidas, sugestões ou críticas construtivas.

Contamos com seu apoio para que continuemos crescendo.

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo exclusivo do site, Fatos Masculinos.

O post Orquite: saiba como acontece esta inflamação do testículo apareceu primeiro em Fatos Masculinos.

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Ansiedade: causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e dicas indispensáveis

Segundo a organização mundial de saúde (OMS) 264 milhões de pessoas sofrem de ansiedade em todo o mundo, sendo a maior parte dessas pessoas, brasileiros.

A ansiedade atinge 18,6 milhões de brasileiros, nosso país é campeão quando se fala de pessoas afetadas pela ansiedade.

Ainda segundo a organização mundial de saúde (OMS) 9,3% da população brasileira é atingida pela ansiedade, 7,6% da população do Paraguai, 7,4% da população na Noruega e 6,4% da população na Holanda.

Diante desses dados você pode estar se perguntando como se adquire a ansiedade? Quais são os sintomas? E principalmente, o que é a ansiedade?

Nesse guia completo sobre a ansiedade iremos sanar todas as principais dúvidas relacionadas ao assunto, aquela que hoje é chamada de mal do século ou a doença do século.

O que é ansiedade?

o que e ansiedade

A ansiedade é uma reação natural do seu corpo ao estresse. É aquele sentimento de medo ou preocupação por alguma situação que ainda vai acontecer.

A ansiedade muitas vezes é uma reação saudável.

É quando ela acontece regularmente e em níveis desproporcionais é que pode se transformar em um distúrbio médico.

Quando a ansiedade vem e vai, não afeta a sua vida cotidiana é comum, mas quando o sentimento de medo permanece por muito tempo e atrapalha a sua vida é quando a ansiedade já deixou de ser normal.

O que é transtorno de ansiedade?

transtorno de ansiedade

Transtorno de ansiedade é quando o sentimento de medo e preocupação está em você o tempo todo, se tornando intenso e às vezes debilitante, podendo até fazer você parar de realizar as coisas que gosta.

Em casos extremos o transtorno de ansiedade pode até te impedir de sair de casa.

O transtorno de ansiedade pode atingir pessoas de todas as idades, os homens estão menos propensos a serem diagnosticados com o transtorno de ansiedade.

Quais são os tipos de transtornos de ansiedade?

A ansiedade pode ser classificada em alguns tipos de distúrbios diferentes, são eles:

  • Transtorno de pânico;
  • Fobia;
  • Transtorno de ansiedade social;
  • Transtorno obsessivo compulsivo (TOC);
  • Transtorno de ansiedade de separação;
  • Transtorno de ansiedade de doença;
  • Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT);
  • Transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

O que é transtorno de pânico?

transtorno do panico

Transtorno de pânico são episódios de medo intenso, em momentos repentinos e breves.

O ataque de pânico pode ocorrer e aumentar rapidamente. Pode ocorrer em picos de 10 minutos ou se repetir por horas.

O que é fobia?

A fobia é caracterizada por um medo irracional de animais, objetos e atividades específicas.

O que é transtorno de ansiedade social?

O transtorno de ansiedade social é o medo de ser julgado por outros em situações sociais ou de constrangimento em público.

O que é transtorno obsessivo compulsivo?

Conhecido por alguns como TOC, o transtorno obsessivo compulsivo é quando a pessoa tem pensamentos indesejados e irracionais recorrentes que o levam a realizar ações especificas e repetidas.

Como, por exemplo, lavar as mãos várias vezes por ter medo de germes.

O que é transtorno de ansiedade de separação?

Transtorno de ansiedade de separação é o medo de se separar de pessoas ou lugares que te trazem sensação de segurança.

O que é transtorno de ansiedade de doença?

Conhecido também como hipocondria o transtorno de ansiedade de doença é a preocupação em excesso em relação à saúde.

O que é transtorno de estresse pós-traumático?

TEPT ou transtorno de estresse pós-traumático é a ansiedade que ocorre depois de um evento traumático. A pessoa se sente muito insegura ou ameaçada depois de passar por um ataque violento por exemplo.

O que é transtorno de ansiedade generalizada?

Conhecida também como TAG, o transtorno de ansiedade generalizada é quando a pessoa se preocupa com várias situações e problemas, na maioria dos dias, essa preocupação pode durar seis meses ou mais.

Quais são os principais sintomas?

principais sintomas da ansiedade

Os sintomas mais comuns da ansiedade podem mudar de uma pessoa para outra. Dentre os sintomas da ansiedade estão:

  • Aumento da frequência cardíaca ou dores no peito;
  • Respiração rápida ou dificuldade para respirar;
  • Inquietação;
  • Dificuldade de concentração;
  • Dificuldade para dormir;
  • Insistência em ter ideias preocupantes.

Você pode ainda experimentar um ataque de ansiedade, o que irá ter outros sintomas que são:

  • Sensação de tontura ou fraqueza;
  • Falta de ar;
  • Boca seca;
  • Suor excessivo;
  • Calafrios;
  • Ondas de calor;
  • Medo e preocupação;
  • Inquietação;
  • Angustia;
  • Sensação de dormência;
  • Sensação de formigamento.

Quais são as causas da ansiedade?

Não existe uma causa exata para ansiedade, mas algumas combinações de fatores podem contribuir para a causa da ansiedade, são eles:

  • Fatores genéticos (membros da família que sofram com ansiedade);
  • Fatores ambientais (dificuldade no trabalho, problemas com a família ou com relacionamentos);
  • Química do cérebro (desalinhamentos de hormônios e sinais elétricos no cérebro);
  • Fatores médicos (efeitos de medicamentos, estresse depois de uma cirurgia ou recuperação longa).

Como diagnosticá-la?

Como não existe um único teste para diagnosticar a ansiedade, alguns testes são feitos. São eles:

  • Exames físicos;
  • Avaliação de saúde mental;
  • Questionários psicológicos;
  • Exame de sangue;
  • Exame de urina;
  • Testes de ansiedade e escala.

Quais são os tratamentos para a ansiedade?

tratamentos para ansiedade

saiba como tratar a ansiedade

Algumas pessoas precisam de tratamento médico para conseguir superar os sintomas e levar uma vida mais normal, outras pessoas conseguem superar os sintomas com apenas uma mudança no estilo de vida.

Alguns dos tratamentos para a ansiedade são:

  • Tratamento médico

O tratamento médico para ansiedade inclui terapia, uso de antidepressivos e sedativos.

  • Mudança de estilo de vida

A mudança do estilo de vida como tratamento para ansiedade inclui dormir bem, meditação, exercícios físicos, alimentação saudável, parar de fumar, evitar o consumo de álcool e cafeína.

Como tratar ansiedade em crianças?

Pesquisam apontam que uma em cada oito crianças sofrem de ansiedade, interferindo nas atividades diárias e prejudicando a interação com outras crianças e até familiares.

O tratamento de ansiedade em crianças pode ser feito com medicamentos e terapia de conversa.

Quais são os sintomas de transtorno de ansiedade em crianças?

ansiedade em criancas

Alguns dos sintomas de transtorno de ansiedade em crianças são:

  • Nervoso
  • Irritabilidade
  • Insônia
  • Medo
  • Vergonha
  • Isolamento

Como tratar ansiedade em adolescentes?

Em adolescentes a ansiedade pode acompanhar a depressão, levando os adolescentes a terem um comportamento diferente do habitual.

O tratamento de ansiedade em adolescentes pode ser feito com medicamentos e terapia de conversa, quando a ansiedade vem acompanhada de depressão o mesmo tratamento pode ser usado para ambos os casos.

Quais são os sintomas de transtorno de ansiedade em adolescentes?

Alguns dos sintomas de transtorno de ansiedade em adolescentes são:

  • Timidez
  • Nervoso
  • Isolamento
  • Evitar pessoas

Ansiedade x Depressão

depressao vs ansiedade

Depressão é uma doença psiquiátrica crônica que provoca uma tristeza profunda e um forte sentimento de desesperança, além disso pode provocar sentimento de dor, baixa estima, distúrbios do sono e alimentares.

A ansiedade e a depressão podem ocorrer de forma isolada, mas podem também ocorrer em conjunto, muitas vezes a pessoa que sofre de ansiedade também está deprimido.

A ansiedade pode inclusive ser um sintoma da depressão, que pode ser clínica ou grave.

Assim como a ansiedade, a depressão pode ser tratada com tratamento médico ou uma mudança no estilo de vida.

Ansiedade x Estresse

ansiedade

O estresse se dá devido a um evento ou ação que deixa seu corpo nervoso, ou preocupado.

A ansiedade pode inclusive ser uma reação do seu corpo ao estresse.

Alguns sintomas físicos e mentais podem ser comuns ao estresse, são eles:

  • Dor de cabeça/enxaqueca;
  • Dor no estomago;
  • Suor;
  • Tontura;
  • Nervoso;
  • Tensão muscular;
  • Respiração rápida;
  • Sensação de pânico;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Irritação;
  • Insônia.

Ansiedade x Álcool

a ansiedade vs o alcool

saiba mais sobre o drink off

O uso excessivo de álcool na tentativa de acalmar os nervos, quando associado a ansiedade pode acabar causando uma dependência, dificultando assim o tratamento do transtorno de ansiedade já que será necessário primeiro tratar a dependência de álcool.

Em alguns casos o uso do álcool pode até piorar a condição de quem tem problema com ansiedade.

Se você possui problemas com álcool ou possui alguém próximo com este problema, sugiro que conheça o Drink-Off.

Este é um novo produto que acaba com a vontade de beber em poucos dias, ele é como um cigarro eletrônico/vaporizador para quem quer acabar de fumar, ou seja, é “tiro e queda”.

>>>Acesse aqui a Página Oficial do Produto<<<</a>

Exercícios para ajudar a tratar a ansiedade

Existem alguns exercícios que podem ajudar a tratar a ansiedade através da mudança de estilo de vida, são eles:

Os exercícios de relaxamento são excelentes para ajudar a aliviar os sinais mentais e físicos da ansiedade.

Alguns bons exercícios de relaxamento são a prática de meditação, aproveitar banhos mais longos, ioga e respiração profunda.

Substituir os pensamentos negativos por positivos é uma boa forma de afastar pensamentos que podem ser a causa da sua ansiedade.

Faça uma lista com seus pensamentos negativos e ao lado escreva sentimentos positivos para substituí-los.

Você pode fazer esse exercício todos os dias para manter os pensamentos positivos sempre na sua mente ou fazer sempre que pensamentos negativos tomarem conta do seu pensamento.

O exercício físico ajuda a liberar substâncias químicas no cérebro que desencadeiam pensamentos positivos.

Tente fazer caminhadas, academia, natação ou qualquer exercício físico que você sinta prazer em fazer.

10 alimentos para ajudar a tratar a ansiedade

alimentos contra a ansiedade

Alguns alimentos podem ter um bom impacto no cérebro de quem sofre de ansiedade frequente.

Esses 10 excelentes alimentos que ajudam a tratar a ansiedade incluem:

Dicas finais

A ansiedade é uma reação natural do seu corpo ao estresse, mas que se torna prejudicial quando ocorre frequentemente e em níveis desproporcionais.

Segundo pesquisam os brasileiros são os que mais são afetados pela ansiedade, sendo os homens menos propensos a serem diagnosticados com problemas de ansiedade.

O transtorno de ansiedade pode ser diagnosticado com exames físicos e avaliação de problemas mentais.

O tratamento do transtorno de ansiedade pode ser feito com medicamentos e terapia ou com uma mudança no estilo de vida. A mudança no estilo de vida inclui dormir bem, boa alimentação, praticar exercícios físicos e outras mudanças que causam bem-estar e consequentemente a melhora da ansiedade.

A ansiedade pode dar em pessoas de todas as idades, inclusive em crianças e adolescentes.

O tratamento da ansiedade em crianças e adolescentes é feita com terapia de conversa e medicamentos.

A ansiedade pode ser um sintoma de depressão, muitas vezes quem sofre de depressão também está deprimido.

O consumo de álcool para tentar aliviar o estresse pode piorar o quadro de quem sofre com ansiedade.

Alguns exercícios que ajudem a manter o pensamento positivo pode ajudar a tratar algumas causas de ansiedade.

Alguns alimentos são recomendados para tratar a ansiedade, pois contém substâncias que causam um bom impacto no cérebro.

Conclusão

Esse artigo foi criado com o intuito de ser realmente um guia completo sobre a ansiedade para ajudá-lo a identificar se sofre com transtorno de ansiedade, os sintomas, os tratamentos e mudanças na sua vida que pode te ajudar a tratar o que hoje é conhecido como mal dos 100 anos ou a doença do século.

Se você suspeita que sofre de transtorno de ansiedade procure um médico especialista para ajudá-lo a tratar da melhor forma o problema, seja com tratamento médico ou mudança no estilo de vida.

Se você acha que este conteúdo lhe ajudou, muito provavelmente irá ajudar outras pessoas, por isso, compartilhe, comente abaixo se tiver dúvidas.

Nosso interesse é ajudar sempre e desta forma você estará nos ajudando também.

Muito obrigado e até a próxima.

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo do site, Fatos Masculinos.

O post Ansiedade: causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e dicas indispensáveis apareceu primeiro em Fatos Masculinos.

Ansiedade: causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e dicas indispensáveis

Segundo a organização mundial de saúde (OMS) 264 milhões de pessoas sofrem de ansiedade em todo o mundo, sendo a maior parte dessas pessoas, brasileiros.

A ansiedade atinge 18,6 milhões de brasileiros, nosso país é campeão quando se fala de pessoas afetadas pela ansiedade.

Ainda segundo a organização mundial de saúde (OMS) 9,3% da população brasileira é atingida pela ansiedade, 7,6% da população do Paraguai, 7,4% da população na Noruega e 6,4% da população na Holanda.

Diante desses dados você pode estar se perguntando como se adquire a ansiedade? Quais são os sintomas? E principalmente o que é a ansiedade?

Nesse guia completo sobre a ansiedade irei sanar todas as principais dúvidas relacionadas a ansiedade, aquela que hoje é chamada de mal do século ou a doença do século.

O que é ansiedade?

o que e ansiedade

A ansiedade é uma reação natural do seu corpo ao estresse. É aquele sentimento de medo ou preocupação por alguma situação que ainda vai acontecer.

A ansiedade muitas vezes é uma reação saudável. É quando ela acontece regularmente e em níveis desproporcionais é que pode se transformar em um distúrbio médico.

Quando a ansiedade vem e vai, não afeta a sua vida cotidiana é comum, mas quando o sentimento de medo permanece por muito tempo e atrapalha a sua vida é quando a ansiedade já deixou de ser normal.

O que é transtorno de ansiedade?

transtorno de ansiedade

Transtorno de ansiedade é quando o sentimento de medo e preocupação está em você o tempo todo, se tornando intenso e às vezes debilitante, podendo até fazer você parar de realizar as coisas que gosta.

Em casos extremos o transtorno de ansiedade pode até te impedir de sair de casa.

O transtorno de ansiedade pode atingir pessoas de todas as idades, os homens estão menos propensos a serem diagnosticados com o transtorno de ansiedade.

Quais são os tipos de transtornos de ansiedade?

A ansiedade pode ser classificada em alguns tipos de distúrbios diferentes, são eles:

  • Transtorno de pânico;
  • Fobia;
  • Transtorno de ansiedade social;
  • Transtorno obsessivo compulsivo (TOC);
  • Transtorno de ansiedade de separação;
  • Transtorno de ansiedade de doença;
  • Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT);
  • Transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

O que é transtorno de pânico?

transtorno do panico

Transtorno de pânico são episódios de medo intenso, em momentos repentinos e breves.

O ataque de pânico pode ocorrer e aumentar rapidamente. Pode ocorrer em picos de 10 minutos ou se repetir por horas.

O que é fobia?

A fobia é caracterizada por um medo irracional de animais, objetos e atividades específicas.

O que é transtorno de ansiedade social?

O transtorno de ansiedade social é o medo de ser julgado por outros em situações sociais ou de constrangimento em público.

O que é transtorno obsessivo compulsivo?

Conhecido por alguns como TOC, o transtorno obsessivo compulsivo é quando a pessoa tem pensamentos indesejados e irracionais recorrentes que o levam a realizar ações especificas e repetidas.

Como, por exemplo, lavar as mãos várias vezes por ter medo de germes.

O que é transtorno de ansiedade de separação?

Transtorno de ansiedade de separação é o medo de se separar de pessoas ou lugares que te trazem sensação de segurança.

O que é transtorno de ansiedade de doença?

Conhecido também como hipocondria o transtorno de ansiedade de doença é a preocupação em excesso em relação a saúde.

O que é transtorno de estresse pós-traumático?

TEPT ou transtorno de estresse pós-traumático é a ansiedade que ocorre depois de um evento traumático. A pessoa se sente muito insegura ou ameaçada depois de passar por um ataque violento por exemplo.

O que é transtorno de ansiedade generalizada?

Conhecida também como TAG, o transtorno de ansiedade generalizada é quando a pessoa se preocupa com várias situações e problemas, na maioria dos dias, essa preocupação pode durar seis meses ou mais.

Quais são os principais sintomas?

principais sintomas da ansiedade

Os sintomas mais comuns da ansiedade podem mudar de uma pessoa para outra. Dentre os sintomas da ansiedade estão:

  • Aumento da frequência cardíaca ou dores no peito;
  • Respiração rápida ou dificuldade para respirar;
  • Inquietação;
  • Dificuldade de concentração;
  • Dificuldade para dormir;
  • Insistência em ter ideias preocupantes.

Você pode ainda experimentar um ataque de ansiedade, o que irá ter outros sintomas que são:

  • Sensação de tontura ou fraqueza;
  • Falta de ar;
  • Boca seca;
  • Suor excessivo;
  • Calafrios;
  • Ondas de calor;
  • Medo e preocupação;
  • Inquietação;
  • Angustia;
  • Sensação de dormência;
  • Sensação de formigamento.

Quais são as causas da ansiedade?

Não existe uma causa exata para ansiedade, mas algumas combinações de fatores podem contribuir para a causa da ansiedade, são eles:

  • Fatores genéticos (membros da família que sofram com ansiedade);
  • Fatores ambientais (dificuldade no trabalho, problemas com a família ou com relacionamentos);
  • Química do cérebro (desalinhamentos de hormônios e sinais elétricos no cérebro);
  • Fatores médicos (efeitos de medicamentos, estresse depois de uma cirurgia ou recuperação longa).

Como diagnosticá-la?

Como não existe um único teste para diagnosticar a ansiedade, alguns testes são feitos. São eles:

  • Exames físicos;
  • Avaliação de saúde mental;
  • Questionários psicológicos;
  • Exame de sangue;
  • Exame de urina;
  • Testes de ansiedade e escala.

Quais são os tratamentos para a ansiedade?

tratamentos para ansiedade

Algumas pessoas precisam de tratamento médico para conseguir superar os sintomas e levar uma vida mais normal, outras pessoas conseguem superar os sintomas com apenas uma mudança no estilo de vida.

Alguns dos tratamentos para a ansiedade são:

  • Tratamento médico

O tratamento médico para ansiedade inclui terapia, uso de antidepressivos e sedativos.

  • Mudança de estilo de vida

A mudança do estilo de vida como tratamento para ansiedade inclui dormir bem, meditação, exercícios físicos, alimentação saudável, parar de fumar, evitar o consumo de álcool e cafeína.

Como tratar ansiedade em crianças?

Pesquisam apontam que uma em cada oito crianças sofrem de ansiedade, interferindo nas atividades diárias e prejudicando a interação com outras crianças e até familiares.

O tratamento de ansiedade em crianças pode ser feito com medicamentos e terapia de conversa.

Quais são os sintomas de transtorno de ansiedade em crianças?

ansiedade em criancas

Alguns dos sintomas de transtorno de ansiedade em crianças são:

  • Nervoso
  • Irritabilidade
  • Insônia
  • Medo
  • Vergonha
  • Isolamento

Como tratar ansiedade em adolescentes?

Em adolescentes a ansiedade pode acompanhar a depressão, levando os adolescentes a terem um comportamento diferente do habitual.

O tratamento de ansiedade em adolescentes pode ser feito com medicamentos e terapia de conversa, quando a ansiedade vem acompanhada de depressão o mesmo tratamento pode ser usado para ambos os casos.

Quais são os sintomas de transtorno de ansiedade em adolescentes?

Alguns dos sintomas de transtorno de ansiedade em adolescentes são:

  • Timidez
  • Nervoso
  • Isolamento
  • Evitar pessoas

Ansiedade x Depressão

depressao vs ansiedade

Depressão é uma doença psiquiátrica crônica que provoca uma tristeza profunda e um forte sentimento de desesperança, além disso pode provocar sentimento de dor, baixa estima, distúrbios do sono e alimentares.

A ansiedade e a depressão podem ocorrer de forma isolada, mas podem também ocorrer em conjunto, muitas vezes a pessoa que sofre de ansiedade também está deprimido.

A ansiedade pode inclusive ser um sintoma da depressão, que pode ser clínica ou grave.

Assim como a ansiedade, a depressão pode ser tratada com tratamento médico ou uma mudança no estilo de vida.

Ansiedade x Estresse

ansiedade

O estresse se dá devido a um evento ou ação que deixa seu corpo nervoso, ou preocupado.

A ansiedade pode inclusive ser uma reação do seu corpo ao estresse.

Alguns sintomas físicos e mentais podem ser comuns ao estresse, são eles:

  • Dor de cabeça
  • Dor no estomago
  • Suor
  • Tontura
  • Nervoso
  • Tensão muscular
  • Respiração rápida
  • Sensação de pânico
  • Dificuldade para se concentrar
  • Irritação
  • Insônia

Ansiedade x Álcool

a ansiedade vs o alcool

saiba mais sobre o drink off

O uso excessivo de álcool na tentativa de acalmar os nervos, quando associado a ansiedade pode acabar causando uma dependência, dificultando assim o tratamento do transtorno de ansiedade já que será necessário primeiro tratar a dependência de álcool.

Em alguns casos o uso do álcool pode até piorar a condição de quem tem problema com ansiedade.

Se você possui problemas com álcool ou possui alguém próximo com este problema, sugiro que conheça o Drink-Off.

Este é um novo produto que acaba com a vontade de beber em poucos dias, ele é como um cigarro eletrônico/vaporizador para quem quer acabar de fumar, ou seja, é “tiro e queda”.

>>>Acesse aqui a Página Oficial do Produto<<<</a>

Exercícios para ajudar a tratar a ansiedade

Existem alguns exercícios que podem ajudar a tratar a ansiedade através da mudança de estilo de vida, são eles:

Os exercícios de relaxamento são excelentes para ajudar a aliviar os sinais mentais e físicos da ansiedade. Alguns bons exercícios de relaxamento são a prática de meditação, aproveitar banhos mais longos, ioga e respiração profunda.

Substituir os pensamentos negativos por positivos é uma boa forma de afastar pensamentos que podem ser a causa da sua ansiedade. Faça uma lista com seus pensamentos negativos e ao lado escreva sentimentos positivos para substituí-los. Você pode fazer esse exercício todos os dias para manter os pensamentos positivos sempre na sua mente ou fazer sempre que pensamentos negativos tomarem conta do seu pensamento.

O exercício físico ajuda a liberar substâncias químicas no cérebro que desencadeiam pensamentos positivos. Tente fazer caminhadas, academia, natação ou qualquer exercício físico que você sinta prazer em fazer.

10 alimentos para ajudar a tratar a ansiedade

alimentos contra a ansiedade

Alguns alimentos podem ter um bom impacto no cérebro de quem sofre de ansiedade frequente.

Esses 10 excelentes alimentos que ajudam a tratar a ansiedade incluem:

Dicas finais

A ansiedade é uma reação natural do seu corpo ao estresse, mas que se torna prejudicial quando ocorre frequentemente e em níveis desproporcionais.

Segundo pesquisam os brasileiros são os que mais são afetados pela ansiedade, sendo os homens menos propensos a serem diagnosticados com problemas de ansiedade.

O transtorno de ansiedade pode ser diagnosticado com exames físicos e avaliação de problemas mentais.

O tratamento do transtorno de ansiedade pode ser feito com medicamentos e terapia ou com uma mudança no estilo de vida. A mudança no estilo de vida inclui dormir bem, boa alimentação, praticar exercícios físicos e outras mudanças que causam bem-estar e consequentemente a melhora da ansiedade.

A ansiedade pode dar em pessoas de todas as idades, inclusive em crianças e adolescentes.

O tratamento da ansiedade em crianças e adolescentes é feita com terapia de conversa e medicamentos.

A ansiedade pode ser um sintoma de depressão, muitas vezes quem sofre de depressão também está deprimido.

O consumo de álcool para tentar aliviar o estresse pode piorar o quadro de quem sofre com ansiedade.

Alguns exercícios que ajudem a manter o pensamento positivo pode ajudar a tratar algumas causas de ansiedade.

Alguns alimentos são recomendados para tratar a ansiedade, pois contém substâncias que causam um bom impacto no cérebro.

Conclusão

Esse artigo foi criado com o intuito de ser realmente um guia completo sobre a ansiedade para ajudá-lo a identificar se sofre com transtorno de ansiedade, os sintomas, os tratamentos e mudanças na sua vida que pode te ajudar a tratar o que hoje é conhecido como mal dos 100 anos ou a doença do século.

Se você suspeita que sofre de transtorno de ansiedade procure um médico especialista para ajudá-lo a tratar da melhor forma o problema, seja com tratamento médico ou mudança no estilo de vida.

Se você acha que este conteúdo lhe ajudou, muito provavelmente irá ajudar outras pessoas, por isso, compartilhe, comente abaixo se tiver dúvidas.

Nosso interesse é ajudar sempre e desta forma você estará nos ajudando também.

Muito obrigado e até a próxima.

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo do site, Fatos Masculinos.

O post Ansiedade: causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e dicas indispensáveis apareceu primeiro em Fatos Masculinos.